terça-feira, 16 de junho de 2020

"Jesus, filho de Davi, tenha compaixão de mim!"


Olá mamães,

Há duas semanas, minha família gravou uma participação para compor um dos cultos infantis on-line de nossa igreja (assista aqui). Naquele domingo contamos a história do cego Bartimeu, você a conhece?

A Bíblia ensina, em Marcos 10:46-52, que a estrada de Jericó, certo dia, foi o caminho escolhido por Jesus para passar com uma grande multidão de seguidores. Ali,à beira do caminho, estava um homem que pedia esmolas pois era cego e não tinha como sustentar-se. Quando ele ouviu que Jesus estava junto daquele grupo barulhento que passava, teve uma certeza: precisava falar com Ele!

Bartimeu então começou a chamar: “Jesus, filho de Davi, tenha compaixão de mim!” Ele insistia e não desistiu, nem mesmo quando as pessoas o repreenderam e mandaram que ele se calasse. Na verdade, começou a gritar ainda mais alto: “JESUS, FILHO DE DAVI, TENHA COMPAIXÃO DE MIM!” 

Ah! Quantas vezes nos sentimos como Bartimeu! Ainda que nossas limitações não sejam físicas, são tantas as responsabilidades que recaem sobre nós: cuidar da alimentação, das roupas, da casa, do ensino, ter tempo de qualidade com as crianças e com o marido, dar atenção aos outros familiares e amigos. Algumas tarefas podem ser distribuídas entre a família, mas, de certa forma, ainda nos sentimos com a responsabilidade de orquestrar tudo. E podemos acrescentar a dúvida sobre estarmos ou não fazendo tudo certo, a preocupação com a segurança e a saúde de todos, o medo do que o futuro nos reserva. Nosso coração vai ficando apertado, apertado, apertado... 

Quantas vezes a angústia e a aflição tomam conta de nossas almas e percebemos, como Bartimeu, que precisamos desesperadamente que o Senhor Jesus venha em nosso auxílio.

Como é maravilhoso saber que podemos seguir o exemplo desse homem de fé e clamar, e insistir e até gritar: “Jesus, filho de Davi, tenha compaixão de mim!”

Por outro lado, o comportamento da multidão nos salta aos olhos: diante do clamor de um homem necessitado, seus corações e mentes se fecharam e ordenaram que se calasse. Aquela gritaria os estava incomodando! Afinal de contas, caminhavam com Jesus e queriam ouvir a voz do Mestre apenas...

Que curioso, não é?! Andavam perto de Jesus e, ao mesmo tempo, não poderiam estar mais distantes! Seguiam Jesus, mas não sentiam como Jesus! Com dois mil anos de distância, podemos olhar para estas pessoas através do registro das Escrituras e condená-las: frias, insensíveis, egoístas, e outros adjetivos semelhantes vêm à nossa mente.

Mas o Senhor me incomodou enquanto eu preparava a lição, com aquele incômodo que dói no fundo da alma: quantas vezes eu, Raquel, me comporto como aquelas pessoas! Que vergonha admitir que o Senhor tem razão, como sempre aliás!

Especialmente em relação às crianças que, nesses últimos meses, têm estado em casa o tempo todo e nos fazem tantos e tantos pedidos e chamados o dia inteiro... Às vezes parece que vamos enlouquecer! Então mandamos que se calem, que parem de chamar, que fiquem quietos!

Nosso querido Senhor Jesus ouviu os mesmos gritos que a multidão ouvia, mas agiu totalmente diferente! Glórias a Deus por isso!

A Palavra ensina que ele parou, pois a caminhada podia esperar, chamou Bartimeu e perguntou o que ele queria e, ao ouvir o pedido, o abençoou com a cura e a salvação. Aquele homem passou a enxergar no mesmo instante! Imagine a sua alegria! Ele louvou e engrandeceu a Deus e, imediatamente, passou a seguir Jesus!

Ah! Como é bom saber que o Senhor nos atende quando precisamos dEle! E que desafiador seguir o exemplo do Mestre e atender com carinho e amor aos chamados das pessoinhas que tanto amamos!

Creio de todo o coração que Nosso Pai Eterno pode nos conduzir - especialmente através da leitura da Sua Palavra e da comunhão em oração - para que não apenas sigamos a Jesus, mas também amemos como Ele amou: em palavras, ações e atitudes!

Essa é a minha oração por vocês e por mim também!

 

Um beijinho,

Da mamãe do Gabriel, da Alice e da Isabela


sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Gatinho

Olá mamães,

Sabem quando acontece uma coisa tão incrível que pensamos: “isso daria uma boa história!”. Pois é, minha família vivenciou umas situação dessas há algumas semanas!

Então a história abaixo é ‘baseada em fatos reais' pois foram feitas pouquíssimas alterações!

Que esse pequeno texto possa abençoar a vida de cada uma de vocês!

Beijinhos,
Da mamãe do Gabriel, da Alice e da Isabela


Gatinho



- Que calor! Estou cansada! – minha irmãzinha resmungava enquanto caminhávamos para casa com nossos pais em um domingo à tarde bem ensolarado.

Mas, ao passar pela casa do meu amigo João, que fica ao lado da nossa, algo nos encheu de curiosidade!

O carro deles estava com o capô aberto e o pai do João estava com uma lanterna na mão olhando para o motor enquanto a filhinha dele gritava “eu ouvi papai, eu ouvi!”.

- Problemas com o carro vizinho? – perguntou meu pai.

- Rapaz, vocês não vão acreditar! Tem um gato dentro do carro.

Nossos olhos se arregalaram e começamos a fazer várias perguntas ao mesmo tempo.

- Como assim dentro do carro?

- Perto do motor?

- E ainda está vivo?

- Sim, sim. Desde ontem à tarde eu estava ouvindo vários miados no caminho para um casamento que fomos em outra cidade.
No início achei que era uma coincidência engraçada, até que percebi que o gato devia estar dentro do carro! E está mesmo. Pelo miado deve ser um filhotinho, mas não conseguimos ver em que parte está.

- Desde ontem à tarde?! – falamos quase ao mesmo tempo.

Os olhos do meu pai brilharam diante daquele desafio: encontrar e salvar o gatinho! E nós, as crianças, estávamos muito empolgados com essa missão de resgate!

Quando todos ficávamos bem quietos conseguíamos ouvir um miado bem baixinho, mas não víamos o animalzinho em lugar nenhum... Ele devia estar preso, com fome e assustado!

Até que alguém sugeriu uma coisa: colocar o som de outro gato para ver o que acontecia. Meu pai achou um vídeo e colocou para tocar. No mesmo instante em que o gatinho ouviu, começou a miar sua resposta de volta. Meu pai percebeu que ele devia estar na parte da frente do carro, no farol ou no paralamas.

Nosso vizinho correu para pegar mais ferramentas, enquanto sua esposa trouxe um prato com leite e outro com água para alimentar o pobre bichinho quando finalmente saísse da enrascada em que se meteu.

Desaparafusa daqui, desmonta dali, solta um fio, desconecta uma peça e, pronto, o farol saiu! Nós pulamos e gritamos de alegria quando vimos aquela carinha assustada olhando para nós!

Com muito cuidado, meu pai tirou o gatinho daquela prisão apertada e cheia de graxa. Ele estava trêmulo, sujo e faminto. Mas agora, finalmente, estava salvo!

Minha mãe sugeriu que o chamássemos pelo nome da marca do carro onde estava preso!

Agora ele mora com a minha família, e todos os dias pula a janela e vai visitar a casa do João e da irmãzinha dele.

Essa aventura me fez pensar sobre algo que aprendi com a Bíblia, a Palavra de Deus. Lá está escrito que todos nós estávamos presos em nossos pecados, as coisas erradas que fazemos ou pensamos que nos afastam do nosso Criador.

Com nossas próprias forças, sacrifícios e boas obras não conseguimos sair dessa prisão, assim como o gatinho não conseguiu sair do carro sozinho. Então, o próprio Deus enviou o Salvador, seu Filho Jesus.

Somente Ele poderia pagar o preço dos nossos pecados e nos resgatar. Nós não precisamos fazer nada, apenas reconhecer que não somos capazes de salvar a nós mesmos e crer nAquele que fez tudo por nós.

Meu pai e o pai do João são os heróis do gatinho!

O Senhor Jesus é o meu herói! Muito mais poderoso e vencedor que qualquer outro!
E Ele também quer ser o seu herói, amigo e salvador! O que você está esperando? Fale com Ele agora mesmo!



sábado, 28 de setembro de 2019

Pedidos


Olá mamães,

Há algumas semanas ouvi uma pregação sobre o lindo texto de Atos 3:1-9

“Certo dia de tarde, Pedro e João estavam indo ao Templo para a oração das três horas. Estava ali um homem que tinha nascido coxo. Todos os dias ele era levado para um dos portões do Templo, chamado “Portão Formoso”, a fim de pedir esmolas às pessoas que entravam no pátio do Templo. Quando o coxo viu Pedro e João entrando, pediu uma esmola. Eles olharam firmemente para ele, e Pedro disse:
— Olhe para nós!
O homem olhou para eles, esperando receber alguma coisa. Então Pedro disse:
— Não tenho nenhum dinheiro, mas o que tenho eu lhe dou: pelo poder do nome de Jesus Cristo, de Nazaré, levante-se e ande.
Em seguida Pedro pegou a mão direita do homem e o ajudou a se levantar. No mesmo instante os pés e os tornozelos dele ficaram firmes. Então ele deu um pulo, ficou de pé e começou a andar. Depois entrou no pátio do Templo com eles, andando, pulando e agradecendo a Deus.”

O pastor fez várias aplicações para nossas vidas cotidianas e eu fiquei o tempo inteiro pensando o quanto este texto também nos ensina sobre a criação dos nosso fofinhos e fofinhas! Querem ver? Então vamos lá!

Ah, para não ficar uma leitura cansativa dividi em três partes, esta é a primeira, as outras seguirão nas próximas semanas.

O homem viu Pedro e João e pediu que lhe dessem esmola.

Logo no início lemos que o homem fez um pedido a Pedro e João. Como mães, ouvimos dezenas, centenas, milhares de pedidos dos nossos filhinhos todos os dias! E quantas vezes nos sacrificamos para atender os anseios infantis! Nos desdobramos, corremos para um lado e para o outro, ficamos exaustas e até nos endividamos só para ver aqueles olhinhos brilhando de alegria! Ah como queremos agradar essas pessoinhas! Certamente eles não fazem ideia do quanto abrimos mão e mudamos nossos planos e sonhos para atendê-los.

Acredito que o melhor antídoto para essa “pedição” toda seja exercitar com eles algo simples e ao mesmo tempo muito poderoso. Ensiná-los a agradecer por tudo o que já têm e já fazem de legal e divertido é muito precioso. Quando criamos o hábito de sermos gratas e valorizar, junto com eles, até as as coisas mais simples estamos dando aos nossos filhos essa ferramenta maravilhosa, que será útil pela vida inteira deles: a gratidão!

E há tanto pelo que agradecer! Pela vida, pelo papai, pela mamãe, pelos irmãozinhos, pelos outros familiares, pelos amiguinhos, pelo bichinho de estimação, pelos brinquedos, pela cama fofinha, pelo passeio na pracinha, pelo picolé, pelo chocolate, pela fruta favorita, pela água fresquinha... Se simplesmente olharmos ao nosso redor, com certeza encontraremos muitos motivos para encher os coraçõezinhos dos nossos filhos de gratidão, e os nossos também, claro!

“Em tudo, deem graças, porque esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.” 
I Tessalonicenses 5:18

Mas, e quando os pedidos vêm carregados ainda de comparação?  “Meu amigo todo ano viaja para ‘aquele parque’ que a gente nunca foi... quero ir também!” ou “Minha amiga ganhou de presente aquela boneca da propaganda, eu quero uma também.” Olha a inveja querendo criar raízes nos pequenos corações! Podemos cortar este mal mostrando como é bom nos alegrarmos pelas conquistas dos outros, mais um ensinamento valioso para a vida toda! 

Tenho o hábito, desde que eles eram bem pequenos, de, sempre que faziam esse tipo de comentário, responder com um alegre e sorridente: “Que legal!! Seu amigo deve estar muito feliz!” Gosto de dizer, e de lembrar a mim mesma também, que, quando nos alegramos com os outros, nosso coração estará muito mais cheio de alegria do que se só ficarmos felizes com nossas próprias conquistas!

“Alegrem-se com os que se alegram” 
Romanos 12:15a

Precisamos, acima de tudo, estar atentas para as reais necessidades dos nossos fofinhos. O que eles não conseguem ainda expressar na forma de pedidos, mas que sabemos que precisam e muito: atenção, carinho, conselho, apoio, disciplina, paciência... E, para poder dar a eles tudo isso que não se pode pegar, nem comprar, mas que faz uma falta enorme, é preciso estar junto! Não apenas perto, na mesma casa, mas de fato conectadas com eles e desplugadas de todo o restante que tanto nos distrai.

O excesso de atividades e, principalmente, de tecnologia têm roubado algo preciosíssimo que não temos como recuperar nunca mais: nosso tempo. Estamos – sim eu me incluo também, infelizmente - tão ocupadas com coisas que na verdade não são importantes, que acabamos deixando de lado as pessoinhas que tanto amamos, muitas vezes também imersas em suas telas! 

Ultimamente luto para criar o hábito de não tirar o celular da bolsa quando chego em casa à noite. Quero que este tempo, que é o único que tenho no dia com minha família, já que saio de manhã cedo para trabalhar, seja realmente deles! Ainda que não haja um pedido traduzido em palavras, podemos ter certeza de uma coisa: nossos filhos precisam de nós!  

Que o Senhor nos capacite com muita sabedoria, enchendo nosso coração de gratidão e amor para que possamos atender as verdadeiras necessidades dessas pessoinhas tão preciosas!

Um beijinho,

da mamãe do Gabriel, da Alice e da Isabela

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Ensinamentos da natureza


Meu filho mais velho ganhou um pequeno microscópio muito prático e bem fácil de carregar para todo lado! Um dia o levamos para o play do nosso prédio, onde existe um lindo jardim. Que interessante foi observar os detalhes de flores e folhas e principalmente descobrir que, o que eu sempre achei que eram pinguinhos de tinta branca numa mureta cinza, na verdade, eram insetos cheios de perninhas e corcovas! Ficamos um bom tempo admirando nossas descobertas!  
Passear de patinete no parque: Tudo de bom!

As crianças sempre ficam deslumbradas com a natureza, a linda criação do Senhor! Amam seguir filas de formigas, pegar todas as pedrinhas e folhas que encontram pelo caminho ou correr atrás de borboletas ou pássaros. É tudo tão lindo! Tão cheio de cor! As montanhas são tão altas! O mar é tão imenso!

Mas, conforme crescemos, meio que nos acostumamos e perdemos esse deslumbramento. E, ainda por cima, a vida moderna, urbanizada e corrida, tem afastado tanto adultos quanto crianças do contato com a natureza.

Um estudo realizado em 2016, com 2.000 famílias do Reino Unido, descobriu que quase três quartos das crianças estão gastando menos de uma hora brincado ao ar livre por dia. Aproximadamente 20% delas simplesmente não brincam fora de casa nunca!  Sendo que a orientação das Nações Unidas, visando um tratamento mais humanitário aos prisioneiros é que estes recebam “pelo menos uma hora de exercício adequado ao ar livre diariamente.”  Creio que, infelizmente, a realidade dessas crianças, mais enclausuradas que prisioneiros, não aconteça somente no Reino Unido.

Que tristeza! Essa privação da natureza traz prejuízos para o corpo, para a mente e até mesmo para a alma!

O apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos ensina que:

“Porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou.  Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;” Romanos 1:19-20

Através da criação, Deus se revela à humanidade e podemos perceber Seus atributos, Seu eterno poder e até mesmo Sua própria divindade.

Ao brincar num jardim florido ou num quintal cheio de aventuras, ao passear num parque arborizado ou na praia tão gostosa, ao observar uma linda paisagem estamos contemplando as maravilhas do Senhor e aprendendo sobre o Criador!

Sam Doherty, no livro "Quem é Deus?" (parte do Kit de lições com o mesmo título da APEC) ensina que ao olhar para a natureza vemos que:

- Ela é linda! Percebemos a beleza de um pôr de sol avermelhado, do oceano, do céu e das estrelas, das flores coloridas, dos pássaros e de tantos animais. Nosso Criador é um Deus de beleza!

- Tudo acontece numa ordem. O sol se levanta e se põe a cada dia. Os planetas circulam em volta do sol sempre em suas velocidades normais e em suas rotas. As nuvens nos trazem chuva e neve. Tudo se encaixa num maravilhoso sistema, muito mais inteligente e confiável que qualquer sistema de computação! Alguém criou e juntou tudo isso. Esse alguém é Deus!

- Ela é poderosa! As montanhas são grandes e altas, as ondas do mar são fortes, as cascatas são poderosas, o relâmpago é resplandecente e o trovão é barulhento. Aquele que tudo isso formou certamente é ainda mais poderoso!

Lemos em Isaías 40:25-26 o seguinte:
“‘Com quem vocês me compararão? Quem se assemelha a mim?’, pergunta o Santo. Ergam os olhos e olhem para as alturas. Quem criou tudo isso? Aquele que põe em marcha cada estrela do seu exército celestial, e a todas chama pelo nome. Tão grande é o seu poder e tão imensa a sua força, que nenhuma delas deixa de comparecer!”

Deus é maior que os meus problemas, é maior do que qualquer coisa que me cause medo, é maior que tudo o que vejo e conheço!! Ele está muito acima e muito além do que podemos ver e compreender!

Ah, como é maravilhoso saber que ainda assim Ele se importa conosco e ouve nossas orações! O Senhor Jesus nos disse que: “Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus. E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.” Lucas 12:6-7

Admirando as obras do Senhor através da natureza e incentivando os pequenos a continuarem deslumbrados com tanta maravilha, estamos verdadeiramente adorando nosso eterno e poderoso Deus!  

Que tal incluir na agenda da família pelo menos um momento por semana para estar em contato com a natureza, a linda criação de Deus?!

beijinhos,
Da mamãe do Gabriel e da Alice




PS: O texto desta postagem faz parte do livro Letras de Mãe, que escrevi com muito carinho! Foi publicado pela União Feminina Batista Brasileira e pode ser adquirido clicando aqui! 


quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Desafio Bíblico!

Olá mamães,

Umas semanas atrás, estava lendo algumas histórias, avaliando quais poderiam ser gravadas para o programa de rádio da minha igreja – se quiserem ouvir é só acessar neste link todos os sábados das 21.00 às 21.45 sendo que os 15 primeiros minutos são dedicados à programação infantil.

Em uma das histórias que li, a mãe da personagem deixava todos os dias versículos anotados para que ela lesse. Achei sensacional, além de simples de pôr em prática, não acham?

Resolvi fazer a mesma coisa! Mas, como queria estimulá-los à leitura da Bíblia mesmo, mudei um pouquinho e não coloquei o versículo escrito não. Escrevo apenas o endereço ou uma dica pra encontrá-lo. E pra gerar uma surpresinha a mais, coloquei dentro de um envelope assim ó:








Tenho tentado variar os desafios, e eles estão gostando bastante! Os dias que não consigo fazer eles reclamam!

Resolvi compartilhar com vocês as ideias que já fiz ou planejo fazer nos próximos dias. 

Separei em duas colunas pois os desafios da Alice, que concluiu o 1º ano este mês, são mais simples que os do Gabriel, que daqui a pouquinho estará com 10 anos e no 5º ano!



Escolham então qual coluna de desafios se adapta melhor pras essas bênçãos maravilhosas que o Senhor confiou a vocês! 

E mandem nos comentários as ideias de desafio que vocês tiverem também!!!






Alice
7 anos
Gabriel
9 anos
Encontrar e ler João 3.16
Encontrar e ler João 3.16 em Bíblias de três versões diferentes.
Ler o Salmo 23.1-3
Ler o Salmo 23
Ler e colorir clarinho Efésios 2.10
Ler Efésios 2.1-10 e colorir clarinho as partes que achar mais interessantes.
Encontrar na Bíblia um versículo com a palavra AMOR.
Encontrar na Bíblia um versículo com a palavra SABEDORIA.
Ler o versículo ______ e fazer um desenho.
Ler o versículo __________ e fazer um desenho.
Descubra em que dia foram criados os peixes. Dica: procure bem no comecinho da Bíblia.
Descubra qual o nome do irmão de Pedro. Um dica: procure nos primeiros capítulos do primeiro livro do Novo Testamento.
Ler no Salmo igual a sua idade o versículo que também é igual a sua idade.
Ler o Salmo da sua idade.
Procurar no livro de Provérbios o capítulo igual a sua idade e ler o versículo que também é igual a sua idade.
Ler o capítulo de Provérbios igual a sua idade.
Procurar no livro de Mateus o capítulo igual a sua idade e ler o versículo que também é igual a sua idade.
Ler o capítulo de Mateus igual a sua idade.
Complete João 14.6:
“Disse-lhe Jesus: Eu sou o _________, a __________ e a _________; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”
Quem foram os bereanos e qual elogio receberam?
Dica procure no livro que conta a história dos discípulos depois que Jesus foi para o céu, capítulo 17
Leia um versículo de uma das cartas que Paulo escreveu.
Quantas cartas Paulo escreveu? Leia um versículo de cada uma delas.
Procure um versículo que comece com a Primeira letra do seu nome.
Leia um capítulo de um livro da Bíblia cujo nome comece com a mesma letra do seu nome.
Leia o primeiro versículo da Bíblia
Leia o primeiro capítulo da Bíblia
Leia o último versículo da Bíblia
Leia o último capítulo da Bíblia
Leia João 3.16 e também I João 3.16 É procure palavras parecidas.
Quantos livros da Bíblia João escreveu? Leia um versículo de cada um deles!

Querem ouvir uma coisa muito linda, aliás ler né rsrsrs?! No dia que fiz o desafio de lerem o Salmo da idade, as duas passagens falaram tanto ao meu coração!! Era exatamente o que eu estava precisando!!

Ah! E que tal um desafio bíblico para nós mamães também? Vamos em 2019 ler a Bíblia inteira!! Bastam 20 minutos por dia! Aqui você pode acessar um plano de leitura que elaborei com muito carinho e que tenho seguido há alguns anos. 

Que o Senhor nos capacite com criatividade e alegria para estimularmos nossos fofinhos e fofinhas a crescerem no conhecimento da Palavra dEle.

Beijinhos da
Mamãe do Gabriel e da Alice

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Deus nos vê!


Olá mamãe,

Um dia desses, enquanto estava brincando com meus filhos de esconde-esconde, refleti que, por mais reservadas que sejamos diante das pessoas, não podemos nos esconder de Deus! Lembra dessa postagem? Você pode ler bem aqui ó!

Sendo onisciente e onipresente, o Senhor tudo sabe e tudo vê. Pensando que Ele tudo vê lembro de uma história que está registrada em Gênesis 16.

Agar era uma jovem egípcia serva de Sarai esposa de Abrão (que tempos depois tiveram seus nomes trocados para Sara e Abraão). Este casal havia recebido a promessa de que teriam um filho, ainda que já fossem bem velhinhos. Aguardaram por um tempo até que Sarai quis dar um "jeitinho" para alcançar logo o cumprimento de seu sonho. Os dois então seguiram o costume do povo da sua época, aquele famoso "todo mundo faz, o que é que tem" que até hoje é perigosíssimo! Agar se tornou concubina de Abrão, e Sarai esperava que assim, através da sua serva, tivesse filhos.

Porém, a alegria e o orgulho por estar grávida ocuparam tanto o coração de Agar quanto a inveja e o desprezo encheram o de Sarai! Agar foi tão maltratada que fugiu! Posso imaginá-la sozinha e desesperada, sem saber o que fazer, andando pelo deserto quando algo maravilhoso aconteceu: o anjo do Senhor apareceu diante dela, trazendo palavras de esperança e ânimo! Agar declarou então: "Tu és Deus que me vê!"

E esse mesmo Deus nos vê, consola e sustenta em meio a situações extremamente difíceis como crises financeiras, doenças ou luto.

E Ele também vê e está presente nas nossas lutas do dia a dia:

- quando cansaço é tanto que mal conseguimos raciocinar;
- quando deixamos a impaciência tomar conta da nossa voz e gritamos com as pessoinhas que tanto amamos;
- quando vamos nos deitar pensando que naquele dia fizemos tudo errado e que somos as piores mães do mundo;
- quando nossos filhos são mal-educados ou dão ataque de birra em público e os olhares das outras pessoas nos dizem que somos mesmo as piores mães do mundo...

Exaustão, nervosismo, frustração ... palavrinhas desagradáveis mas que fazem parte do universo da maternidade assim como amor, alegria e gratidão. Só que não gostamos de falar sobre as primeiras e tantas vezes fazemos de conta que simplesmente não existem.

Mas Deus nos vê! Ele vê o nosso coração triste e cansado, vê as nossas lágrimas antes de dormir.

Deus nos vê! E nos ama! Ama tanto que enviou seu Filho para nos salvar, sofrendo o castigo dos nossos pecados lá naquela cruz.

O Senhor Jesus nos disse:

"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve".
Mateus 11:28-30

Que tal reler essa passagem colocando seu nome? No meu caso ficaria assim: 
"Venha a mim Raquel, que está cansada e sobrecarregada, e eu lhe darei descanso..."


Vamos entregar nossas tristezas e frustrações ao Senhor! Vamos buscá-lo em oração e aprender dEle através da Palavra a cada dia, mais e mais.

Deus nos vê e através de Jesus nos oferece perdão e descanso para nossas almas! Que possamos crer nessa verdade de todo o coração!


Um beijinho,
da mamãe do Gabriel e da Alice




quinta-feira, 31 de maio de 2018

Esconde-esconde



Olá mamães,

Se tem uma coisa que as crianças amam é brincar de esconde-esconde! Quando são bem pequenininhas, basta colocar as mãos ou um paninho na frente do rosto e tirar rápido falando “Achou!” para que vejamos a expressão de surpresa no rostinho delas!

E quando já sabem andar e brincamos no quintal, no play, ou dentro de casa mesmo, elas encontram os esconderijos mais engraçados e muitas vezes nada “escondedores” que poderíamos imaginar! Vejam só onde a Alice se escondeu quando tinha um ano e meio :

só abaixe um pouquinho o som porque a gravação ficou alta!



Meus pequenos já cresceram bastante! E ainda gostam de brincar de esconder, só que agora a brincadeira é bem mais complexa! Porque, para os maiores, não basta apenas encontrar para acabar o jogo, é preciso ainda correr até onde o pegador estava contando e bater na parede falando o nome! Estávamos brincando esses dias e percebi que às vezes até consigo encontrá-los - mesmo que os esconderijos agora sejam excelentes - mas na hora da corrida de volta à parede da contagem.... Ih! Essa parte não dá para mim não!! Eles sempre chegam primeiro!   

E, enquanto eu estava contando, antes de sair à procura dos meus pequenos grandinhos, ao mesmo tempo que meu coração estava cheio de alegria por poder brincar e tentar correr ao ar livre com meus filhos, um pensamento ocupou minha mente: não podemos nos esconder de Deus!

Lemos no Salmo 139:1-12:

“SENHOR, tu me sondas e me conheces.

Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos.

Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos.

Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda.

Tu me cercas por trás e por diante e sobre mim pões a mão.

Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado, não o posso atingir.

Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face?

Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também;

se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares,

ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá.

Se eu digo: as trevas, com efeito, me encobrirão, e a luz ao redor de mim se fará noite,

até as próprias trevas não te serão escuras: as trevas e a luz são a mesma coisa.”

Nada está escondido aos olhos de Deus! O que pode, por um lado parecer um tanto intimidador, afinal de contas gostamos de manter certas aparências diante das pessoas, mas diante de Deus tudo está às claras, pois Ele vê até mesmo o que vai no profundo do nosso coração!

Ele sabe que aquele elogio na verdade esconde um pouco de inveja, sabe que aquela mãe calminha diante das amigas é a mesma que grita com as crianças quando ninguém está vendo, sabe que ao mesmo tempo que regulamos o uso de telas dos nossos filhos nos deixamos levar por vários minutos ou horas curtindo e comentando nas redes sociais...

Deus nos vê! Deus nos conhece! Ele sabe que todos somos pecadores... ainda que nos esforcemos para não demonstrar! Conhece nossos medos, ansiedades e fraquezas ainda que vistamos uma capa de forte diante das pessoas.

Mas Ele não fica impassível diante desta realidade. E foi por isso que enviou ao mundo seu filho amado e perfeito:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que enviou seu filho único, para que todo aquele que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna!”
João 3:16

Somente o próprio Deus poderia nos salvar e libertar da escravidão do pecado! E por isso Jesus, Deus encarnado, tomou sobre si, naquela cruz, os pecados de toda a humanidade, nos concedendo assim a possibilidade de nos ligarmos a Deus novamente!

Nossa parte é apenas reconhecer que somos pecadores e que precisamos dEle! Admitir que sem Ele estamos perdidos e que nossos esforços e sacrifícios podem até nos levar a algum lugar, mas somente diante das pessoas, jamais nos levarão ao Deus Santo. Somente Jesus - que é O Caminho, A Verdade e A Vida - pode nos conduzir ao Pai (João 14:6).

Se você já recebeu a benção da salvação em Jesus, louve a Deus por sua onisciência e onipresença! Na próxima postagem vou falar um pouquinho sobre como esses atributos de Deus são fonte de benção no nosso dia-a-dia!

E se você ainda está tentando salvar a si mesma, com boas obras, sacrifícios ou outras formas de merecer o perdão, busque a Deus em oração, agora mesmo! Converse com Ele sobre o que está em seu coração e peça que Ele esclareça suas dúvidas e se revele a você! Olha que promessa tremenda temos do próprio Deus:

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.”
Jeremias 29:13

Que a presença maravilhosa do Senhor encha nossas vidas de paz e coragem, nos guiando e dirigindo a cada dia!


Um beijinho,
Da mamãe do Gabriel e da Alice

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Nome


Olá mamães,


Assim que se confirma uma gravidez (ou às vezes até antes) uma questão que ocupa o pensamento dos papais e mamães é a escolha do nome dessa preciosa pessoinha. E é um tal de todos os familiares, amigos, conhecidos, e até desconhecidos(!!) quererem saber: “E aí, essa criancinha já tem nome?!”  

Algumas mulheres já têm os nomes dos filhos escolhidos desde que elas mesmas ainda eram crianças! Outras optam por fazer uma lista dos preferido e decidir só depois que o bebê nascer, pra ver qual nome vai combinar mais!  


Mas às vezes o casal tem muita dificuldade para chegar a um acordo! Um é apaixonado por um nome que o outro detesta ou que lhe traz lembranças de uma pessoa desagradável!


Algumas famílias têm o hábito de homenagear algum parente, em geral o pai ou avô, daí vem o júnior, ou o neto. Eu mesma já vi a cópia da identidade de uma criança que tinha por último sobrenome "Bisneto"!!


Eu gosto muito de pesquisar a origem e o significado dos nomes. Assim ficamos muito felizes de saber que Gabriel significa: "enviado por Deus" e Alice quer dizer "verdadeira, sincera".


Há quem prefira usar a criatividade para criar um nome novo, ou colocar algumas letrinhas diferentes para enfeitar mais o nome da bênção que está chegando!


A Bíblia dá uma especial atenção para os nomes das pessoas. Não foram poucas as vezes em que Deus alterou o nome de alguém. Assim por exemplo Abrão  se tornou Abraão e Sarai passou a ser chamada de Sara. (Gênesis 17:5 e 15)


Na Palavra de DEUS aprendemos ainda que há um nome que é muito mais especial que qualquer outro!


Quando o anjo anunciou a José que este deveria receber Maria como esposa e cuidar dela e do bebê que viria, também contou qual seria o nome do menino e porque:

“Ela dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.”
Mateus 1:21


O significado do nome Jesus é: Jeová é salvação!

Na carta aos Filipenses, o apóstolo Paulo escreveu um dos meus trechos preferidos da Bíblia:
“Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.”
Filipenses 2:9-11
Que visão tremenda:  no final dos tempos, todos reconhecerão e se prostrarão ante o nome do Senhor Jesus.


Pouco antes no mesmo capítulo há um pequeno resumo que explica o porquê dessa adoração:
"Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz."
Filipenses 2: 6-8

O perfeito filho de Deus veio a este mundo sabendo que seria rejeitado, humilhado, condenado e morto. Sabia que por um tempo estaria separado do Pai, coisa que jamais acontecera em toda a eternidade. Mas, por quê?


Na verdade a pergunta melhor é “Por quem?” E a resposta: por mim! Pelo meu marido, pelos meus filhos, por você que lê agora essas linhas. 


A Bíblia ensina que:
"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;"
Romanos 3:23

Nada do que façamos, por melhor que seja, pode alterar o fato de que somos pecadores! Por nossos próprios esforços não conseguimos restaurar a comunhão com Deus perdida desde o jardim do Éden.

Mas há uma esperança! Há um meio de sermos salvos do castigo do pecado que é a eterna separação de Deus! Há um nome:

 E aí vem mais uma pesquisa de significado!
Invocar: Chamar em auxílio; pedir a proteção. Rogar; suplicar; implorar. Alegar em seu favor. (Minidicionário Luft) 

Você mamãe que já invocou o nome do Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador, pode e deve compartilhar as boas notícias da salvação que Deus nos proporciona, através do sacrifício e ressurreição do seu Filho Amado. Comece hoje mesmo, conversando sobre isso e explicando aos seus filhinhos!

Mas, se você ainda não invocou o nome do Senhor Jesus, não perca mais tempo! Hoje ainda, ou melhor, agora mesmo, converse com Deus em oração, abra seu coração, conte a Ele suas dúvidas, seus temores e, principalmente, reconheça que, assim como eu, você é pecadora e precisa da salvação que encontramos somente em Jesus.

Que o Senhor encha sempre nossos corações com a alegria pela salvação em Jesus, Aquele que tem o nome sobre todo nome!

um beijinho,
da mamãe do Gabriel e da Alice