sábado, 7 de maio de 2016

Maternidade Divertida

Olá mamães,

Vocês já tentaram definir o que é maternidade?

Já li várias frases e pequenos textos onde eram descritas a profundidade e a importância do amor materno. Outros são mais “pé no chão” e falam da enorme responsabilidade e do desgaste físico, mental e emocional que envolvem a criação dos filhos.

Fato é que ser mãe realmente é algo tão sublime, tão fantástico, tão importante, que é difícil definir em palavras. Mas seguimos tentando! Especialmente nessa época do ano!

Então queria compartilhar com vocês uma palavra só, que, para mim, encaixa-se perfeitamente na definição do meu ideal de maternidade.

Acho a maternidade extremamente DIVERTIDA!

Podemos voltar a ser criança, brincar de massinha, colorir desenhos, trocar roupinhas de boneca, assistir filminhos e desenhos animados e ler livrinhos super coloridos e fofos.

Mas já falei sobre essa oportunidade de voltar à infância nessa postagem aqui.

Hoje o que quero dizer é que a maternidade em si pode e deve ser divertida!

Ontem mesmo comprovei isso na hora do jantar. Meus filhinhos são bem chatinhos enrolam muito para comer! E, geralmente, eu fico naquela ladainha: “Come, come logo, senta direito, vamos, para de falar um pouco e come”. É tão repetitivo que eles nem registram mais! Mas ontem eu lembrei de uma brincadeira que inventei quando o Gabriel tinha uns dois anos e meio. Nós enchíamos nossas colheres, contávamos juntos até três e comíamos ao mesmo tempo. Parece sem-graça né! Mas aí vinha o desafio, contávamos em idiomas diferentes: inglês, francês, espanhol. E depois contávamos fazendo os sons dos animais assim: miau, miau miau, miau miau miau e comíamos. Sempre funcionou! E, a cada colherada, um animal diferente, até alguns que precisávamos usar bastante a imaginação para fazer os sons: esquilos, coelhos, morcegos. Nem preciso dizer que a hora do jantar ficou mega divertida e, o melhor, eles comeram beeeem mais rápido!

Fazer as coisas de forma divertida, além de funcionar muito bem, torna aquele momento cotidiano e repetitivo em uma oportunidade para muitas risadas!

Assim também criamos ótimas memórias para nossos pequenos. Imaginem quando eles estiverem adultos, do que você gostaria que eles se lembrassem: dos seus gritos ou das risadas que davam juntos?

O dia-a-dia das mães é muito corrido. Tanto para aquelas que cumprem dupla jornada, trabalhando fora, quanto para as que ficam em casa, na tarefa sem fim e sem reconhecimento de manter um lar organizado e limpo.

E nessa agitação, indo de uma tarefa para a outra, perdemos o nosso brilho. Às vezes me sinto assim mesmo, sem brilho e sem graça, me transformando numa mãe cinzenta, que só briga, reclama e dita normas e regras sem fim. Não gosto de me sentir assim! E gosto menos ainda de pensar na imagem de mãe que está se formando na cabecinha dos meus preciosos.

Mas, como tornar a maternidade mais divertida, sem esquecer que, de fato, ela é cheia de responsabilidades e compromissos?

Essas são algumas dicas que funcionam bem para mim:

- ORAR: pedir a Deus por sabedoria e alegria. A Bíblia diz que Deus dá sabedoria a todos os que pedem (Tiago 1:5), e alegria faz parte do fruto do Espírito Santo (Gálatas 5:22);

- RESPIRAR FUNDO: Acalma a mente e relaxa. Precisa inspirar pelo nariz e soltar o ar pela boca. Parece bobagem, mas, acreditem, funciona!

- PARAR DE SE LAMENTAR pela falta de tempo para brincar com as crianças e APROVEITAR aqueles momentos em que já estamos com eles - ainda que envolvidas nas tarefas cotidianas de dar banho, ajudar a se vestir, fazer as refeições, fazer o dever de casa – para rir um pouco, ou muito!! Vale contar piadas sobre os enunciados do dever de casa, fazer cosquinhas enquanto os secamos com as toalhinhas depois do banho, montar o prato de comida num formato divertido... Vamos usar a imaginação que Deus nos deu para transformar o comum e corriqueiro em divertido e engraçado.    

- INVESTIR alguns minutos, ainda que poucos, para sentar no chão e brincar do que eles quiserem, tentando não dar palpites, apenas entrando no mundinho deles. Você vai se surpreender ao ver como seu filho é criativo e inventivo!

- SUGERIR brincadeiras que você goste. Tendemos a ficar mais bem-humoradas quando fazemos o que gostamos. Então vale pegar o seu jogo preferido ou resgatar aquela brincadeira que você amava quando era criança.

- De vez em quando ABSTRAIR DA BAGUNÇA. Ser divertida envolve também permitir que eles mudem de uma brincadeira para a outra esquecendo de arrumar a anterior e deixando um rastro de brinquedos pela casa toda! Antes de dormir vocês montam uma força-tarefa e guardam tudo! Se a arrumação for de uma maneira lúdica melhor ainda, se bem que aí já é pedir muito né, no final do dia, por mais divertido que seja, estamos exaustas! Mas vale tentar! rsrsrs

Gosto muito de pegar dicas de brincadeiras e atividades divertidas no site do Tempo Junto. A ideia das autoras é justamente essa, transformar o tempo que temos junto com nossos filhos em oportunidades para se divertir bastante!

Que o Senhor nos transforme em “alegres mães de filhos” como ensina o versículo 9 do Salmo 113, nos enchendo de ânimo, paciência e muita, mas muita alegria por sermos mães de pessoinhas tão maravilhosas!

Desejo a todas vocês um Dia das Mães cheio de diversão e gargalhadas!

Um beijinho,
Da mamãe do Gabriel e da Alice





5 comentários: